English Dutch French German Portuguese Spanish
Menu

Litio: E Esta? Posição Actual do Presidente da Junta de Freguesia de Âncora (Caminha)

Antonio Bras - Presidente da Junta Antonio Bras - Presidente da Junta Jornal Digital Regional Caminha

Na última sessão da Assembleia de Freguesia de Âncora, o tema do Lítio foi abordado. Deixamos aqui a opinião de Vitor Manuel Fernandes Barroso.

 

Ao contrário de toda a informação que tem vindo a público, nomeadamente por via das diversas sessões de esclarecimento que se têm realizado um pouco por todo o lado e nas redes sociais, viemos agora a saber que a Junta de Freguesia de Âncora não é nada contra as explorações de lítio a céu aberto, "negando até que o processo de exploração seja impactante no local, porque a rocha a extrair será transportada para outros pontos, acreditando, portanto, não existir prejuízo ambiental".

 

 

Muito bem! Então quer dizer, a extração seria feita, por exemplo, no lugar da Lage e posteriormente, os milhões de metros cúbicos de pedra seriam transportados em DUMPERS de mais de cem toneladas para o lugar de Aspra ou até para a praia da Gelfa, onde seriam depositados junto aos penedos do Forte do Cão, certo? Sim, porque não estamos a ver as populações das freguesias vizinhas de Afife, Vile, Vila Praia de Âncora, Riba de Âncora ou Freixieiro de Soutelo a aceitarem os inertes poluentes nas suas freguesias, vindo da freguesia vizinha.

Quanto à criação de emprego, outro assunto que muito agrada aos defensores das minas de lítio a céu aberto, com crateras de 800 metros de diâmetro e 350 metros de fundo, o Sr. Presidente da Junta "adiantou a possibilidade de ser criado mais emprego, o que o levou a desejar que a exploração do lítio venha a ser "uma realidade benéfica, sem problemas ambientais".

Está bem! Vão ser criados cem empregos de técnicos especializados, que aqui na região não sabemos onde os vão encontrar mas ao mesmo tempo destruir milhares de empregos ligados à construção civil, à agricultura e principalmente, ao turismo. Sim, porque com o impacto dos níveis de poluição que existirão na nossa região, não estamos a ver quem mais irá construir casas, quem irá trabalhar na agricultura e quem serão os turistas que escolham esta região para seu destino de férias, eliminando assim muitos pequenos empregos que são presentemente o sustento de muitas famílias.

Vale a pena esta exploração a céu aberto?

 

Reportagem no Jornal Digital Regional de Caminha - podem ler online neste link também

 

"Já houve contactos com a Câmara de Caminha?", perguntou a delegada social-democrata Idalina Fernandes ao presidente da Junta acerca da polémica existente na região sobre a pesquisa e exploração de lítio, após o que teceu algumas considerações de apreensão perante esta eventualidade.

 

Segundo António Brás, nada está ainda definido, e apenas se fala na possibilidade de prospecção, ficando a hipótese de exploração para mais tarde. Negou que o processo de exploração seja impactante no local, porque a rocha a extrair será transportada para outros pontos, acreditando, portanto, não existir prejuízo ambiental.

Adiantou que a Junta de Âncora não actuará com "inverdades", preferindo aguardar e avaliar então todas as situações. Acredita na evolução tecnológica, podendo estar a funcionar as pedreiras sem os problemas existentes no passado.

Adiantou a possibilidade de ser criado mais emprego, o que o levou a desejar que a exploração do lítio venha a ser "uma realidade benéfica, sem problemas ambientais".

 

 

As suas declarações levaram Idalina Fernandes a desafiá-lo a dizer como sabia que as rochas extraídas seriam manuseadas noutro local. Criticou a polémica sobre os pareceres favoráveis de 2010 à extracção do lítio que a Câmara social-democrata teria eventualmente emitido no passado, perguntando onde estavam eles? Seria fácil encontrá-los, se fossem verdadeiros, insistiu.

Após manter a sua preocupação pelas consequências da eventual exploração de lítio, a delegada da oposição, disse ao presidente da Junta que se iria arrepender do que tinha dito.

 

 

You are here: HomeMiningLithium MiningLithium PTLitio: E Esta? Posição Actual do Presidente da Junta de Freguesia de Âncora (Caminha)
  • ASMAA - Algarve Surf and Marine Activities Association
    NIPC: 510 381 952
    Tel: 00 351 282 182 103
    This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
    asmaa-algarve.org
    Rua Dr. Alberto Iria
    Lote 12, R/C Esq
    Porto de Môs
    Lagos 8600-580
    Portugal
Go to top