English Dutch French German Portuguese Spanish
Menu

Lítio na Serra D'Arga: A verdade é como o azeite ...

Agora vamos esclarecer, para ver se nos centramos novamente na defesa da Serra D'Arga e deixamos as discussões estéreis de lado. Afinal os contratos eram de 2014.

Neste assunto, pelo qual estamos a lutar há vários meses, estivemos todos, desde o primeiro minuto, de forma séria e responsável na defesa da nossa Serra.

 

  • Este assunto é político, mas não é partidário.
    Estão na sua defesa pessoas de todos os quadrantes.

 

Mas eis que surge um novo participante na semana passada a apelar, num dia, à defesa da Serra D'Arga e no dia a seguir com descobertas únicas, saídas de uma cartola que não se compactua com a forma de lutar a que todos temos apelado.

 

Vamos lá ao 1º esclarecimento:

 

Foi dito, "nesse dia a seguir" que existia um "suposto contrato de 2010 ainda ativo em 2019 ( imaginem) e que por esse motivo poderiam entrar na Serra D'Arga a qualquer momento. Depois, afinal já não era contrato, mas sim uma falta de parecer de quem estava na câmara em 2010 e que levou a que existisse um consentimento tácito ( cada argumento mais surreal que outro).

 

Não percebendo este argumento, fomos pesquisar e descobriu-se que, realmente, existia algo, mas que não era de 2010, mas sim de 2014.

 

  1. Este argumento enganador foi propositado ou mero desconhecimento?

  2. Existe algo de 2010?

  3. Ou só estes de 2014?

 

Mesmo assim, continuemos com a explicação:

 

- Estes contratos de prospeção de 2014 eram para áreas de 2 a 4 km. Como sempre existiram porque não é proibido prospectar.
- Estes contratos que vos mostro, são para prospeção de lítio para uso para a industria cerâmica, que o necessita, mas em pequena escala.
- Comparar isto com o Lítio necessário para a industria das baterias é brincar com os portugueses.

 

 

Quem compara estas prospeções, mesmo tendo-se enganado no ano, propositadamente ou não, para misturar com o que está a acontecer atualmente, não pode estar de boa fé.

 

01 lithium contracto serra darca minho portugal manifestacao asmaa algarve

 lithium contracto serra darca minho portugal manifestacao asmaa algarve

Concentremo-nos, então, naquilo que realmente é importante:

 

 1- O Governo identificou 8 áreas em 2016, aprovou em 2018 e está em 2019 a lançar esses concursos.

2- Esta prospeção e exploração é incomparável aos contratos anteriores, porque se ali falavamos de 2 a 4 km de prospeção básica ( os ditos furinhos) agora falamos de 400 km2 de área para exploração de minas a céu aberto, só na Serra.

3- Se na altura era prospectar para ver se existia lítio para poder ser levada a pedra em pequenas quantidades e lavada com os reagente tóxicos noutros locais( porque o seu volume o permitia), agora falamos em doses industriais, capazes de satisfazer os grandes investidores internacionais que o Governo foi seduzir lá fora;

4- Agora estamos na iminência de ter Portugal esburacado, tipo queijo suíço, com o Secretário de Estado João Galamba a dizer que vai dividir o dinheiro resultante desta operação com as câmaras para ver se seduz algumas a colocarem-se ao lado dele.

5- Refere a lei que estes contratos de prospeção/exploração, depois de aprovados, poderão passar para a expropriação das áreas circunscritas à área de exploração para colocarem os equipamentos, materiais e tudo o que for necessário para a atividade.

 

 

Portanto, se explorarem 400km2, na área identificada da Serra D'Arga, pelo Governo , com minas a céu aberto, mais a área que podem expropriar ao abrigo da lei, imaginem o que poderá acontecer.

E isto é grave na Serra D'Arga e por todo o País onde esta situação se coloca. Aliás, já vemos as empresas a pediram alargamento de áreas, nos sítios onde já foi aprovado.

Não podemos permitir.

Estas lavandarias e estes reagentes vão destruir o nosso território; Estas minas a céu aberto não se coadunam com o território verde e forte em turismo habitação, rural, em agricultura e como pulmão de um país já tão flagelado pelos incêndios.

Disse isto da primeira vez e mantenho: Portugal não está à venda. Os portugueses estão a mostrar que não querem minas a céu aberto destas dimensões no seu País. Os portugueses estão a mostrar que não aceitam que vendam o seu país aos retalhos.

Respeitem os portugueses!!

Download attachments:
You are here: HomeMiningLithium MiningLithium PTLítio na Serra D'Arga: A verdade é como o azeite ...
  • ASMAA - Algarve Surf and Marine Activities Association
    NIPC: 510 381 952
    Tel: 00 351 282 182 103
    This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
    asmaa-algarve.org
    Rua Dr. Alberto Iria
    Lote 12, R/C Esq
    Porto de Môs
    Lagos 8600-580
    Portugal
Go to top