English Dutch French German Portuguese Spanish
Menu

A pulga mordeu o elefante. Laurinda Seabra e a ASMAA respondem ao Semanário O Sol

O jornal O Sol afirma que Laurinda Seabra é criticada pelo sector de exploração petrolífera e pelo sector ligado ao mar, por alegadas relações menos claras e até estranhas, a outras empresas.

 

No entanto, a jornalista Tatiana Costa não identifica os meios onde estão vertidas essas críticas, já que as mesmas são uma inovação no universo do conhecimento público.

 

 

A jornalista fala ainda no nome de duas alegadas empresas, que não existem enquanto tal. A gateway2algarve.com e Algarve Relocation & Retirement Tours são dois projectos: sendo o primeiro um repositório de informação sobre actividades, productos, bens e serviços disponibilizados no Algarve, que ainda se encontra em fase experimental, e sem qualquer atividade comercial associada a ASMAA. O que existe é um protocolo que permite que as entidades que se queiram alojar neste domínio, possam doar parte do aluguer do espaço à ASMAA, como um meio de financiamento das atividades prosseguidas pela associação; o segundo é um projeto de consultadoria, alias a única e exclusiva atividade profissional de Laurinda Seabra, não tendo qualquer ligação com a ASMAA.

 

Pelo que, e salvo o devido respeito pela posição meritoriamente conquistada pela firma de advogados Valadas Coriel & Associados, o parecer juridico do Dr. Paulino Brilhante Santos — face aos erróneos e viperinos argumentos apresentados pela jornalista Tatiana Costa —, é transformado num ato opinativo, quiçá de mesa de café, de bajulamento a uma eventual comitiva de interessados na exploração petrolífera em Portugal.

 

 

Mais, parece-nos ser este episódio a única zona cinzenta desta história. Até porque, e já em zona negra, é óbvia a tentativa rocambolesca, desprovida de qualquer sentido de realidade, com o objetivo de denegrir a imagem e o bom nome de Laurinda Seabra e da associação ASMAA, associando-os a ‘ligações perigosas’ à Ucrânia e à Rússia. Perante este rol de difamações sem qualquer fundamento, vimos negar com veemência quaisquer irregularidades, legais ou outras, na vida da associação.

 

(Des)curiosamente, a jornalista finda a sua paupérrima e eventualmente encomendada peça jornalística, dizendo que tentou contactar a ASMAA sem resultado. No entanto, a meio da mesma peça, e comprometendo a boa qualidade do jornalismo em Portugal, afirma que a ASMAA, contactada pelo O Sol, a informou de que as contas eram divulgadas junto dos associados. Aliás a jornalista, após várias mensagens eletrónicas onde nos colocava questões totalmente desajustadas da realidade, e no seguimento de contactos com outros elementos da associação, não voltou a atender as nossas insistentes chamadas telefónicas.

 

Não há dúvida de que a ASMAA é a pulga que mordeu o elefante!

 

Mas a nossa mensagem é bem clara, e não é uma tentativa incontestável, vinda de um jornal com aparentes ligações à indústria petrolífera, com a intenção de prejudicar a nossa reputação, o nosso bom nome, e todo o trabalho feito pela equipa da ASMAA, que nos impede de continuar a cuidar dos interesses do nosso ambiente, da nossa economia local, do nosso país e do interesse público. E para defendermos a nossa reputação, iremos usar todos os meios previstos e permitidos por lei.

 

 <FIM>

 

Enviado a: Exmo. Sr. Administrador e Director - Dr. Mário Ramires - Seminário "O Sol"

Ao abrigo da Lei de Imprensa (Lei n.º 2/99, de 13 de Janeiro, retificada pela Declaração de Retificação n.º 9/99, de 18 de Fevereiro, alterada pelo artigo 95.º da Lei n.º 19/2012, de 8 de maio, alterada pela Lei n.º 78/2015 de 29 de julho), venho por este meio exercer o Direito de Resposta, em relação ao artigo do Jornal o Sol, edição Nº 634 de 20 de Outubro de 2018, página 28, e versão online de 21 Outubro de 2018 - pode clicar aqui para o link, com o titulo "Ambientalista usa associação para outros fins “.

 

 

You are here: HomeNewsPress RoomA pulga mordeu o elefante. Laurinda Seabra e a ASMAA respondem ao Semanário O Sol
  • ASMAA - Algarve Surf and Marine Activities Association
    NIPC: 510 381 952
    Tel: 00 351 282 182 103
    This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
    asmaa-algarve.org
    Rua Dr. Alberto Iria
    Lote 12, R/C Esq
    Porto de Môs
    Lagos 8600-580
    Portugal
Go to top